O que é um texto filosófico? – Caracterização e condições

  • William M. Torquato
  • 1 fev 2022

Antes de partirmos para a explicitação do conceito de texto filosófico, considero importante levantar a definição de uma classe mais geral – que abarca esse predicamento: a definição de texto. Dessa forma, cabe perguntar: o que significa texto? Significa que um simples amontoado de palavras não se encaixa na categoria “texto”, caso não possua sentido. Para encontrar o sentido, por sua vez, é preciso prestar atenção ao contexto – cujas palavras, frases e parágrafos estão sendo utilizados. Além disso, há a necessidade de um conhecimento de mundo, através das nossas experiências em sociedade, para que possamos compreender com mais atenção as dimensões lógica e psicológica das palavras.

Lógica porque “é o seu conteúdo de pensamento, que pode ser expresso em sua definição conforme o dicionário” [1] Irmã Miriam Joseph, O Trivium. São Paulo, É Realizações, 2014, p. 54 ; psicológica por causa das “imagens relacionadas, as nuanças e a emoção espontaneamente associadas às palavras” [2] Irmã Miriam Joseph, O Trivium. São Paulo, É Realizações, 2014, p. 55 , evitando assim que caiamos em ambiguidades – porque cada palavra vem carregada de um sentido individual que, quando relacionada com outras, criam outro sentido. Isso também se aplica às frases e aos parágrafos. Essa correspondência entre as ideias do texto, intencionalmente, é chamada de Coerência.

A Coesão, por sua vez, pretende estar em harmonia com a Coerência – dando ao texto as articulações e ligações necessárias entre suas diferentes partes, ou seja, lógico-semântica, promovendo a transição fluida das ideias para que a mensagem do autor seja passada. Essa harmonia entre a coerência e a coesão nos mostra que o caminho até aqui percorrido nos trouxe mais uma característica de conceituação do texto, ou seja: ele transmite uma mensagem, outrora intencionada, pelo autor e direcionada ao leitor. Isso deixa claro que também há certas maneiras de escrever para certos tipos de leitor. Vejamos um exemplo simples: um texto introdutório pressupõe, primordialmente, leitores que não estão familiarizados com aquele determinado assunto; de modo contrário, textos concebidos com mais densidade, e com maior número de termos técnicos, são voltados para pessoas que já passaram pela fase de introdução – e que dominam melhor o assunto. [3] Isso nada impede que um leitor em fase de introdução, caso desejar, leia um livro mais avançado, no entanto, as chances desse leitor conseguir absorver algum conhecimento são imensamente pequenas.

Este conteúdo está bloqueado

Assine agora ou faça login para desbloquear o conteúdo!

References

References
1 Irmã Miriam Joseph, O Trivium. São Paulo, É Realizações, 2014, p. 54
2 Irmã Miriam Joseph, O Trivium. São Paulo, É Realizações, 2014, p. 55
3 Isso nada impede que um leitor em fase de introdução, caso desejar, leia um livro mais avançado, no entanto, as chances desse leitor conseguir absorver algum conhecimento são imensamente pequenas.
William M. Torquato

William M. Torquato é natural de Maceió. Acadêmico de Psicologia pelo Centro Universitário Maurício de Nassau, estudante autodidata de Filosofia, tomou gosto por contar e escrever histórias que nem sempre viram a luz dos olhos alheios.

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter por e-mail para receber artigos úteis e ofertas especiais.


    Tags populares

    #4discursos#8m#actante#Adolescente#AlainPeyrefitte#AlfredKinsey#Alienação#AltaCultura#Amadeus#AmãodeDeus#Amlet#AnaCampagnolo#Analiseliteraria#Anime#AntonioGramsci#AntonioMazzeo#Antoniorago#Antropologia#aparelhosprivadosdehegemonia#Aristoteles#Arte#artedopossivel#Artes#Artesacra#Autoridade#Beleza#biografia#Blackclover#Bleach#Boecio#Boitempo#Bokunohero#BradPitt#Brasil#Brasilparalelo#burguesia#burke#CapitalIntelectual#CapitalSocial#Caridade#CarlJung#Celsofrederico#Certeza#Chesterton#cidadania#circulodelatencia#COF#comunismo#Confiança#consciência#consciente#conservador#conservadorismo#convicção#CornelioFabro#Cornu#Cosmologia#Cosmos#Cratologia#Crianças#cristianismo#Cristo#Critica#cultura#CulturaOriental#CulturaPop#cursoonlinedefilosofia#Dalila#Deathnote#decadialetica#DecioSaes#democraciaracial#Depressão#Desenvolvimentosocioeconômico#Deus#dialetica#Dialeticasimbolica#DiaM#Dianabarros#Direita#discursivo#discurso#Divorcio#Dostoievski#Drama#EdgarAllanPoe#Edithstein#edmundhusserlcontraopsicologismo#Educação#Educaçãodomiciliar#ego#Epistemologia#epistemologiafilosofica#eraumavez#Ericvoegelin#escoladefrankfurt#Escolastica#Espírito#esquerda#Estado#Eternidade#Etzel#Evidência#Existencialismo#extremadireita#fantastico#Fariasbrito#fascismo#FaustoZamboni#Fé#feminismo#Filmes#Filosofia#FilosofiadoDireito#FilosofiadoValor#Filosofiapolítica#Filosofiatransconsciêncial#FrançoisLecoutre#FriedrichEngels#Frodo#Gênero#GeorgeOrwell#Gilbertofreyre#GordonAllport#Gramsci#Greimas#GyörgyLukács#HannahArendt#HansKelsen#Hegel#Heidegger#Histericos#Homem#Homemcomum#Homeschooler#ideologia#Igreja#Iluminismo#Império#inconsciente#Índice#IndústriaCultural#integralismo#intelectualidade#Inteligência#Inteligenciaemocional#inteligenciaeverdade#introduçãoaolavodecarvalho#Intuição#IstvánMészáros#ItaloMarsili#IvanIllich#Jakobwassermann#Japão#Jardimdasaflições#Jaspers#Jeancalvez#JeanJacquesRousseau#Joãocamilo#jornalcultural#josepaulonetto#JrrTolkien#JuanCruzCruz#JudithButler#JulianMarias#jusnaturalismo#juspositivismo#Kant#KarlMarx#KateMillett#Kierkegaard#kirk#Kollontai#korsch#Lavelle#Leiseternas#leisontologicas#LeonardoDicaprio#LeszekKolakowski#Libidodominandi#linguagem#Literatura#logoi#Logoterapia#LouisLavelle#Lukács#Luke#Mangá#Maquiavel#MargaretSanger#MaríliaMoschkovich#Marioferreira#Marlyviana#Marx#marxianos#marxismo#marxistas#marxologos#maturidade#Maurizius#Mentalidaderevolucionaria#Meszaros#Metafisica#metafisicacarvalhiana#midcult#Mídia#Midiasemmascara#Mídiassociais#Milosforman#Mito#Mozart#Mundo#NancyFraser#Nãoolheparacima#narrativo#Naruto#Natal#Naturezahumana#negacionista#neocon#neofascismo#Netflix#Nietzsche#Niilismo#Ocorvo#Ódio#Ogatopreto#ohobbit#Ohomemdonorte#Olavodecarvalho#OliveiraViana#OminimosobreOlavodeCarvalho#Ontologia#ONU#OrtegayGasset#ortodoxia#osenhordosaneis#OSilmarillion#Oswaldspengler#Otaku#Pais#pandemia#PaoloSorrentino#Pascoa#passado#Patronato#PedroLombardo#Peirce#pentadialetica#perelman#Personalidade#perspectivarotatoria#Poder#Podermoderador#Pólis#Ponerologia#popular#Portugal#práxis#presençadoser#Programanarrativo#Prudencia#Psicologia#Raskólnikov#Raymondaron#reacionarismo#realidade#realidadebrasileira#ReneGuenon#República#RevistaVeja#Revoluçãosexual#RicardoAntunes#RobertdeNiro#RobertEggers#RonaldRobson#Rosaluxemburgo#Rosenstock#Rubel#sabedoriadasleiseternas#Sacerdotes#Sade#Sansão#SantoTomásdeAquino#Semantica#SeminariodeFilosofia#Semiótica#sensocomum#SentidodaVida#Ser#Sereconhecer#Simba#Simbolo#SimonedeBeauvoir#sinceridade#Sleepers#soberba#sociedade#Sociologiadotrabalho#Stalin#Susannelanger#Tarantino#Temperamentos#TeoriadasDozeCamadas#texto#The WalkingDead#TheodoreDalrymple#tiagoamorim#TimLahaye#TokyoGodfathers#Tolkien#Tradição#Transcendente#TratadodosValores#travesti#Tribos#Triplaintuição#Trivium#Tzvetantodorov#Umanel#Unamuno#universidade#utilitarismo#Valor#Verdade#Vida#VidaIntelectual#Videeditorial#Vieira#ViktorFrankl#VirgíniaFontes#Vontadeintelectual#weilAndrewLobaczewskiAxiologiaCruzPadreBobbySimbolismoVIsalãodolivropolítico