A influência de Olavo de Carvalho em minha relação com o cinema

  • Mizael Ferreira
  • 8 fev 2022

Foi com o Olavo que descobri o que era empreender uma busca sincera pela verdade. Vendo na prática seus artigos, pude impressionar-me com a sua verossimilhança. Foi assim que comecei a seguir os seus conselhos sobre a literatura e o cinema. Com Olavo, aprendi a montar uma biblioteca imaginária (sobre os temas que pretendia estudar); a buscar a origem das ideias – observando as coisas, a natureza, amadurecendo, e amando a Nosso Senhor Jesus Cristo, a Verdade encarnada. A inspiração dessa busca pela verdade vinha também de sua personalidade. O amor à verdade estava estampado em seus olhos; a bondade – que originava a caridade de transmiti-la – estava afetuosamente desenhada em seu sorriso terno.

Quem conheceu o professor (Sonho que não poderei concretizar nessa temporalidade) sabe que se tratava de um sujeito extremamente simpático e receptivo – sem dúvida o velho mais fofo da Virgínia. O sarcasmo de suas falas, e a dureza de suas hipérboles, davam a essa figura uma comicidade que por vezes me arrebatou os mais imoderados risos. Havia um Olavo para cada meio de comunicação: bondade, humor, devoção, sinceridade e complexidade – todos presentes em uma só pessoa. Olavo era uma das únicas referências que eu tinha do que é uma personalidade forte – sua influência é o retrato mesmo do poder que uma presença assim pode ter.

O que mais especificamente me interessou, nas aulas que assisti do Professor Olavo, foram seus comentários sobre a literatura. Comecei a lê-la de verdade porque com ele aprendi o sentido de: desenvolver a linguagem, sobretudo na língua materna, para poder expressar a verdade conhecida por intuição – podendo assim entendê-la, quando transmitida através da linguagem. Aprendi também como enriquecer o imaginário – sobre a vida humana e as possibilidades do ser humano -, de maneira a ter um olhar mais sensível, a entender o homem e se conhecer – autoconhecimento necessário para perceber o conhecimento adquirido, alcançando assim a unidade do conhecimento na unidade da consciência.

Além desses princípios, havia um conhecimento que se adquiria apenas vendo a forma exímia com a qual ele descrevia os personagens das obras e as suas ações. Ele sempre mencionava o cinema, aplicando os mesmos princípios mencionados. Eu já possuía afeto pela sétima arte, mas, após o Professor, assisti-las  tornou-se um modo de desenvolver minha personalidade, e me fazer aproximar da verdade. A partir daí, parei de assistir a filmes e passei a estudar cinema. Essa verdade, que o Senhor buscou por tantas décadas às apalpadelas – e da qual experimentou apenas “um reflexo obscuro, como em espelho” -, agora poderás ver face a face. A conhecerás plenamente, da mesma forma que és plenamente conhecido. Sofrerás a última provação: vê-la e não poder tocá-la. Mas uma alma boa deixa centenas de almas –  e estas rezam para que aquela possa contemplar o verbo em carne. E naquele dia, estarás também tu, com um corpo transformado, ao de todos nós, em um só corpo celeste.

25 de janeiro, dia em que escrevo esse texto, comemora-se a conversão de São Paulo Apóstolo, que, sendo alcançado pela verdade, a expôs como ela é – vivendo para transmitir essa verdade contemplada. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor. [1] 1 Coríntios 13:13  

References

References
1 1 Coríntios 13:13
Mizael Ferreira

Mizael Ferreira é natural da terra cujas lavadeiras devem ser imitadas pelos escritores — como disse Graciliano Ramos. É graduando em História e Professor.

Assine nossa Newsletter!

Assine nossa newsletter por e-mail para receber artigos úteis e ofertas especiais.


    Tags populares

    #4discursos#8m#actante#Adolescente#AlainPeyrefitte#AlfredKinsey#Alienação#AltaCultura#Amadeus#AmãodeDeus#Amlet#AnaCampagnolo#Analiseliteraria#Anime#AntonioGramsci#AntonioMazzeo#Antoniorago#Antropologia#aparelhosprivadosdehegemonia#Aristoteles#Arte#artedopossivel#Artes#Artesacra#Autoridade#Beleza#biografia#Blackclover#Bleach#Boecio#Boitempo#Bokunohero#BradPitt#Brasil#Brasilparalelo#burguesia#burke#CapitalIntelectual#CapitalSocial#Caridade#CarlJung#Celsofrederico#Certeza#Chesterton#cidadania#circulodelatencia#COF#comunismo#Confiança#consciência#consciente#conservador#conservadorismo#convicção#CornelioFabro#Cornu#Cosmologia#Cosmos#Cratologia#Crianças#cristianismo#Cristo#Critica#cultura#CulturaOriental#CulturaPop#cursoonlinedefilosofia#Dalila#Deathnote#decadialetica#DecioSaes#democraciaracial#Depressão#Desenvolvimentosocioeconômico#Deus#dialetica#Dialeticasimbolica#DiaM#Dianabarros#Direita#discursivo#discurso#Divorcio#Dostoievski#Drama#EdgarAllanPoe#Edithstein#edmundhusserlcontraopsicologismo#Educação#Educaçãodomiciliar#ego#Epistemologia#epistemologiafilosofica#eraumavez#Ericvoegelin#escoladefrankfurt#Escolastica#Espírito#esquerda#Estado#Eternidade#Etzel#Evidência#Existencialismo#extremadireita#fantastico#Fariasbrito#fascismo#FaustoZamboni#Fé#feminismo#Filmes#Filosofia#FilosofiadoDireito#FilosofiadoValor#Filosofiapolítica#Filosofiatransconsciêncial#FrançoisLecoutre#FriedrichEngels#Frodo#Gênero#GeorgeOrwell#Gilbertofreyre#GordonAllport#Gramsci#Greimas#GyörgyLukács#HannahArendt#HansKelsen#Hegel#Heidegger#Histericos#Homem#Homemcomum#Homeschooler#ideologia#Igreja#Iluminismo#Império#inconsciente#Índice#IndústriaCultural#integralismo#intelectualidade#Inteligência#Inteligenciaemocional#inteligenciaeverdade#introduçãoaolavodecarvalho#Intuição#IstvánMészáros#ItaloMarsili#IvanIllich#Jakobwassermann#Japão#Jardimdasaflições#Jaspers#Jeancalvez#JeanJacquesRousseau#Joãocamilo#jornalcultural#josepaulonetto#JrrTolkien#JuanCruzCruz#JudithButler#JulianMarias#jusnaturalismo#juspositivismo#Kant#KarlMarx#KateMillett#Kierkegaard#kirk#Kollontai#korsch#Lavelle#Leiseternas#leisontologicas#LeonardoDicaprio#LeszekKolakowski#Libidodominandi#linguagem#Literatura#logoi#Logoterapia#LouisLavelle#Lukács#Luke#Mangá#Maquiavel#MargaretSanger#MaríliaMoschkovich#Marioferreira#Marlyviana#Marx#marxianos#marxismo#marxistas#marxologos#maturidade#Maurizius#Mentalidaderevolucionaria#Meszaros#Metafisica#metafisicacarvalhiana#midcult#Mídia#Midiasemmascara#Mídiassociais#Milosforman#Mito#Mozart#Mundo#NancyFraser#Nãoolheparacima#narrativo#Naruto#Natal#Naturezahumana#negacionista#neocon#neofascismo#Netflix#Nietzsche#Niilismo#Ocorvo#Ódio#Ogatopreto#ohobbit#Ohomemdonorte#Olavodecarvalho#OliveiraViana#OminimosobreOlavodeCarvalho#Ontologia#ONU#OrtegayGasset#ortodoxia#osenhordosaneis#OSilmarillion#Oswaldspengler#Otaku#Pais#pandemia#PaoloSorrentino#Pascoa#passado#Patronato#PedroLombardo#Peirce#pentadialetica#perelman#Personalidade#perspectivarotatoria#Poder#Podermoderador#Pólis#Ponerologia#popular#Portugal#práxis#presençadoser#Programanarrativo#Prudencia#Psicologia#Raskólnikov#Raymondaron#reacionarismo#realidade#realidadebrasileira#ReneGuenon#República#RevistaVeja#Revoluçãosexual#RicardoAntunes#RobertdeNiro#RobertEggers#RonaldRobson#Rosaluxemburgo#Rosenstock#Rubel#sabedoriadasleiseternas#Sacerdotes#Sade#Sansão#SantoTomásdeAquino#Semantica#SeminariodeFilosofia#Semiótica#sensocomum#SentidodaVida#Ser#Sereconhecer#Simba#Simbolo#SimonedeBeauvoir#sinceridade#Sleepers#soberba#sociedade#Sociologiadotrabalho#Stalin#Susannelanger#Tarantino#Temperamentos#TeoriadasDozeCamadas#texto#The WalkingDead#TheodoreDalrymple#tiagoamorim#TimLahaye#TokyoGodfathers#Tolkien#Tradição#Transcendente#TratadodosValores#travesti#Tribos#Triplaintuição#Trivium#Tzvetantodorov#Umanel#Unamuno#universidade#utilitarismo#Valor#Verdade#Vida#VidaIntelectual#Videeditorial#Vieira#ViktorFrankl#VirgíniaFontes#Vontadeintelectual#weilAndrewLobaczewskiAxiologiaCruzPadreBobbySimbolismoVIsalãodolivropolítico